Make your own free website on Tripod.com

IGREJA DO D-US de ISRAEL

Ouve Israel, o Eterno é nosso D-US, o Eterno é Um!

 

MINISTÉRIO ADORAI AO CRIADOR - SOROCABA

 

 

 

Sermão

O Último Elias

 

 

O Deus eterno tem se comunicado com a raça humana, através dos séculos, mediante mensageiros escolhidos, entre os seres humanos. Amós 3:7 diz: Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. Deus sempre tem operado através de seus instrumentos escolhidos. Ao longo dos séculos, e em forma especial, nas épocas mais difíceis da história deste mundo, Deus levantou mensageiros para trazer uma mensagem especial para sua igreja, para o seu povo e para o mundo, uma mensagem que devia ser dado em nome de Deus.

Recordemos por exemplo:

Noé: foi escolhido por Deus para anunciar ao mundo, que os juízos de Deus se deixariam sentir sobre esta terra. Que Deus destruiria os seres humanos por sua maldade.

Deus levantou o profeta Moisés, depois de 400 anos em que o povo estava cativo. E pela sua mão guiou o povo desde a saída do Egito até a entrada de Canaã.

Deus levantou o profeta Jeremias, em um tempo de perigo, quando a nação pagã de Babilônia ameaçava destruir o povo de Deus, e lhe deu uma mensagem de animo, mas também uma mensagem de arrependimento.

Deus levantou o profeta Neemias, para trazer o povo de volta do cativeiro e estabelecer-se na terra prometida.

Deus Levantou o profeta Elias, quando o povo de Deus estava em profunda apostasia.

Deus levantou João Batista, para preparar o caminho, para aplainar o terreno e preparar o mundo e a seu povo para a primeira vinda de Cristo a esta terra.

 Durante o tempo da Idade Média, no tempos das trevas espirituais, Deus levantou o grande reformador Martinho Lutero, junto com Calvino e Knox, para trazer o povo de volta à Bíblia, e confiar em Deus para a sua salvação, através de Seu Filho Jesus Cristo!

E nestes últimos dias, Deus também levantou mensageiros para proclamar ao mundo o regresso de Jesus Cristo. Para preparar um povo que estivesse atento para Sua vinda, chamou Ellen G. White

Mas acabou aqui os mensageiros do Senhor?

         Vamos ler Malaquias 4:5 e 6 e ver como DEUS encerra o Antigo Testamento: “Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.”

Pergunto: Esta Profecia já se cumpriu? Já Veio o Grande e terrível Dia do Senhor? Então veja que antes do grande e terrível dia do Senhor, haverá de levantar-se um mensageiro como o profeta Elias, que haverá de preparar o caminho para a Segunda Vinda de Jesus Cristo!

É a nossa firme convicção, que esta profecia tem-se cumprido hoje, no surgimento do movimento leigo que como Elias chama o povo de Deus ao arrependimento, e a adoração ao verdadeiro Deus e a Seu Filho Jesus Cristo, os únicos seres em todo universo que merece nossa adoração.

Mas vamos conhecer os Elias da Bíblia:

O 1º Elias o tesbita, viveu nos tempos do rei Acabe e da rainha Jezabel. Esse foi o primeiro Elias. O Elias do Antigo Testamento. 

O 2º Elias, viveu nos dias de Jeus, e cumpre-se parcialmente a profecia de Malaquias...

Em Mateus 11:10-14  está escrito: Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu outro maior do que João, o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele. E desde os dias de João, o Batista, até agora, o reino dos céus é tomado a força, e os violentos o tomam de assalto. Pois todos os profetas e a lei profetizaram até João. E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir..

A Lei, como sabemos, era uma referencia ao Antigo Testamento e termina apontando para este mensageiro

Portanto, o 1º Elias foi o tesbita e o 2º Elias foi João Batista, o Elias que preparou o caminho para a primeira vinda de Jesus Cristo.

O terceiro Elias, esse é o mais interessante, esse é o mais fascinante, é o ultimo Elias, e esse virá justo antes do grande e terrível dia do Senhor. Assim profetizou o profeta Malaquias...

Justo antes  do regresso de Cristo à esta terra, Deus haverá de levantar outra vez uma mensagem profética, para anunciar a toda nação, tribo, língua e povo, para preparar o caminho para a segunda vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. E isto o Remanescente Leigo esta com certeza fazendo. Em todo mundo o movimento leigo esta chamando a atenção para a apostasia em que se encontra o povo de Deus. Encontra-se aceitando as doutrinas da igreja mãe, a babilônia; assim como no passado o povo de Deus também aceitou o culto a outros deuses...

Vejamos algumas semelhanças entre os três Elias:

Primeira semelhança.

O profeta Elias surge em um tempo de terrível apostasia do povo de Deus. O que é apostasia? Quando o povo de Deus se afasta da lei de DEUS, isto é apostasia!  Aconteceu nos tempos do antigo Elias... aconteceu nos dias de Jesus. A religião havia chegado a tal estado, que nem mesmo reconheceram o Messias.  E isto volta a se repetir em nossos dias. O povo de Deus, segundo está profetizado, passará pelo período da pior apostasia de toda a história do povo de Deus. A isto  chamou EGW de Apostasia Ômega. 

 Hoje vivemos uma mistura entre a religião do Deus Eterno e a religião do deus Baal. Muitos pouco se mantêm fiéis, neste tempo de apostasia. E o mais Terrível é que tudo isto se faz sob o nome da religião verdadeira. O mesmo que ocorreu no passado, está se passando em nossos dias com a adoração a um deus falso chamado trindade descaracterizando assim tanto Deus o Pai como a Seu Filho Jesus. Os três Elias surgem em tempo de apostasia.

Segunda semelhança.

A mensagem dos três Elias é uma mensagem que anuncia os juízos de Deus. Uma mensagem dura; nada popular!

No capítulo 18 de I Reis, verso 17 lemos- És tu, perturbador de Israel?, quando Acabe se confronta com Elias, e o acusa de ser o causante de todos os juízos que tem vindo sobre a nação de Israel, Elias sem medo de vacilar lhe diz: Não sou eu que tenho perturbado a Israel, mas és tu e a casa de teu pai, por terdes deixado os mandamentos do Senhor, e por teres tu seguido os baalins.

O primeiro Elias exalta a lei de Deus. Mostra o pecado, mostrando que é a transgressão da lei de Deus que traz os juízos de Deus, e chama o povo a um reavivamento e a uma reforma. Chama para voltar outra vez para Deus.

Terceira semelhança.

O Elias do passado, o Elias do Novo Testamento e o ultimo Elias são acusados de ser os causante dos males que vem sobre o povo de Deus. Porque isto se passou com o Elias o tesbita no passado, se passou com João Batista  - perdeu, literalmente, a cabeça – e, esta começando acontecer, agora com o ultimo Elias.

Veja o que oficialmente a atual IASD pensa sobre o primeiro Elias nas palavras de Alberto Timm usando Le Roy Froon para afirmar que, assim como Elias, somos agitadores....

"A sua infeliz militância me faz pensar na situação de Elias. ... Ele discordava agudamente dos historiadores e experts em Israel a respeito da situação. Ele estava certo, pensava, e todos estavam errados. Ele somente foi perseguido e amaldiçoado por causa de suas alegações e conclusões. ... Elias assim na verdade difamou e vilipendiou a Israel, e ofereceu um relatório desorientador e negro. Ele apresentou uma testemunha inverídica, lançando calúnias e difamação sobre Israel e sua liderança.” (LeRoy E. Froon). Isto está publicado na Revista Adventista deste mês de maio...

Mas Elias não teve medo. Elias se atreveu apontar e a chamar o pecado pelo seu nome. Se atreveu por o dedo na ferida. E quando vemos o Elias do Novo Testamento, nos vamos ver, que poder tinha João  Batista, para mostrar o pecado ainda que entre os dirigentes mais grandes da nação. Mesmo que lhe custasse a vida. Deixando  exemplo de como o ultimo Elias, deve proceder...

Quarta semelhança.

Quando nós estudamos na Bíblia a respeito de Elias, vemos que cada vez que se levanta um Elias, sempre se levantam três inimigos contra ele. O Elias do passado teve três inimigos. O rei Acabe a rainha Jezabel, e os profetas de Baal. Vejam bem. O rei Acabe a rainha Jezabel e os falsos profetas. Não é pra você este cenário semelhante no tempo do fim? Encontramos no livro de apocalipse a tríplice aliança contra o povo de Deus.

Porém note que o último Elias não é um indivíduo, não é uma pessoa... Vamos descobrir que os inimigos, não é um rei, mas um poder político religioso. Acabe representa o sistema político, o governo, os poderes do estado, que induzidos pelos poderes religiosos, vão perseguir o povo de Deus. O primeiro inimigo é Acabe. O segundo inimigo é Jezabel.

Vamos falar um pouquinho de Jezabel: Ela era filha de Etbaal, rei dos sidônios. Sabe o que é a religião de Baal? É a feitiçaria, a bruxaria, a adoração ao deus sol - com a sua festa máxima: o Natal com a sua árvore de natal e tudo o mais. A prostituição é parte dessa religião.

Jezabel ensina a fornicar e a comer coisas sacrificadas aos ídolos. Quais são as duas características principais de Jezabel. Ensina a fornicar e a comer sacrifícios aos ídolos. Quando estudamos a Jezabel moderna, vamos entender que isto são os dois enganos capitais do diabo. Tem tudo haver com idolatria e com o falso dia descanso. Os irmãos reconhecem estes versos:

e dei-lhe tempo para que se arrependesse; e ela não quer arrepender-se da sua prostituição”.

Eis que a lanço num leito de dores, e numa grande tribulação os que cometem adultério com ela, se não se arrependerem das obras dela;

        “e ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que esquadrinha os rins e os corações; e darei a cada um de vós segundo as suas obras.”

Está no Apocalipse capítulo 2:21-23 que fala da Jezabel moderna...

Esta Jezabel é a grande prostituta. A mulher que se adorna de ouro e púrpura e escarlata e pedra preciosa. Interessante, porque a Jezabel do passado, também se adornava de ouro, de pedras preciosas, de púrpura, e era prostituta.

Aí temos o segundo inimigo. O primeiro inimigo Acabe, representa o poder político. O segundo inimigo, Jezabel, representa o poder religioso falso. A falsa religião de Baal. Porém existe um terceiro inimigo. Estes são os falsos profetas de Baal e Asera.

No ultimo Elias também temos a tríplice aliança. O Dragão, a besta e os falsos profetas. Os falsos profetas de Baal ou falsas doutrinas, o dragão o poder político e a besta o poder religioso. Os três inimigos que se levantam contra o povo de Deus. Assim sendo onde quer que apareça o Elias, surgem os três inimigos de Elias. 

Para lembrar.

1° Elias surge em tempo de apostasia.

2° A mensagem de Elias é uma mensagem anunciando a hora do juízo de Deus, chamando o povo a uma reforma e a obediência dos mandamentos de Deus.

3° Elias é acusado de ser o causador dos problemas, o que trás divisão!

4° Cada vez que surge Elias, surgem os três inimigos de Elias. Quais são os três inimigos? Acabe, Jezabel e os falsos profetas. O dragão, a besta e os falsos líderes em nossos dias...

Quinta semelhança.

A confrontação sobre o monte Carmelo é uma confrontação que tem a ver com a verdadeira adoração. O ponto de discussão do passado e no final é sobre adoração. E o mesmo era no tempo de João Batista. O culto a Baal era o culto ao deus sol, e é o mesmo culto que neste tempo final, temos de confrontar. A mensagem do terceiro anjo proclama que o falso dia de repouso, o domingo, é uma continuação do antigo sistema pagão de adoração ao deus sol.

O plano de Satanás de adoração falsa em oposição ao plano de Deus com verdadeiro dia de repouso que nos recorda que Deus é o criador dos céus e da terra. Sobre o monte Carmelo, a confrontação foi entre dois sistemas de adoração. Um verdadeiro e o outro falso. Um adorava o deus sol, Baal e o outro adorava o DEUS criador. Um tinha seu próprio dia de descanso, o domingo, o dia do sol, e o outro seu próprio dia de descanso, o Sábado, como símbolo da Criação.

O monte Carmelo, encontra elevando-se da planície do Megido. E a Bíblia nos fala no tempo do fim, que vai haver uma grande confrontação, o Armagedom. Aqui esta os três inimigos mencionados especificamente: Apoc 16:13

         Vi sair da boca do dragão e da boca da besta e da boca do falso profeta”. “Três espíritos imundos, semelhantes a rãs, pois são espíritos de demônios, que fazem sinais, e vão aos reis da terra em todo o mundo, para reuni-los para a batalha daquele grande dia do Deus Todo poderoso”. Para aquele grande dia. Disse Malaquias. “Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor”.

Vai haver uma grande confrontação final, aonde os poderes da terra vai se reunir contra o povo de DEUS; contra Elias, os remanescentes leigos. Porém Elias sairá vitorioso! O versículo 16 diz: “E eles os congregaram no lugar que em hebraico se chama Armagedom  Assim como Elias reuniu o mundo inteiro, da época, sobre o monte Carmelo, para que decidisse se iria  adorar o Deus criador dos céus e da terra, o Deus verdadeiro, ou se  seguiriam atrás dos falsos deuses.

Não disse Elias: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; mas se Baal, segui-o.” E o povo teve que tomar uma decisão sobre quem iriam adorar. Observem que aqui existe uma confrontação entre a adoração verdadeira e a adoração falsa. Entre Cristo e o anticristo. Entre Deus e Baal. Entre o verdadeiro dia de repouso, o Sábado que honra a Deus e Seu Filho Jesus, e entre o dia de culto a Baal, o deus sol, e o domingo trinitariano!   

Essa é a semelhança número cinco. A grande confrontação é sobre a verdadeira adoração e com a decisão sobre quem servir... A terra inteira terá que estar sobre o monte Carmelo. No tempo do fim, cada indivíduo neste planeta, vai ter que escolher entre servir a Deus o Pai e Seu Filho Jesus, ou servir a Baal, o Deus sol, o anticristo.  

Sexta semelhança.

Durante o tempo de Elias, Ele deu uma profecia, em que haveria seca literal sobre a terra. Sobre estes dias Tiago 5:17 diz Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e orou com fervor para que não chovesse, e por três anos e seis meses não choveu sobre a terra”.

Apocalipse 11:3 declaram: “Elas têm poder para fechar o céu, para que não chova durante os dias da sua profecia”. E por quanto tempo profetizam? O verso 2 responde: “E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco, profetizem por 1.260 dias”. Quanto tempo? 1.260 dias ou seja, três anos e meio...  

Veja o versículo 11 que diz: “E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles, e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram”. Depois de quanto tempo? Três dias e meio. Dia por ano, três anos e meio.  

Agora vejam que coisa mais interessante: com o Elias do passado, sua profecia durou três anos e meio. O Elias Batista anunciou a vinda de Cristo e disse: “O tempo se tem cumprido”. Qual tempo? O tempo profético. E a profecia assinalava que o Messias teria um ministério de três anos e meio...

Hoje temos uma profecia que tem que ver com tempo, tempos e meio tempo. Observe que além do cumprimento da profecia durante a Idade Média, que durou 1260 anos, temos que esta profecia tem agora um cumprimento literal, no tempo do fim, na perseguição do Elias moderno. Isto está em Daniel 11 e 12. Alguns têm chegado à conclusão que é este o tempo exato do domínio do próximo papa e depois é o fim... Cristo está às portas, irmãos!

Semelhança número sete. Elias é perseguido.

I Reis 19:1-4 Ora, Acabe fez saber a Jezabel tudo quanto Elias havia feito, e como matara à espada todos os profetas. Então Jezabel mandou um mensageiro a Elias, a dizer-lhe: Assim me façam os deuses, e outro tanto, se até amanhã a estas horas eu não fizer a tua vida como a de um deles. Quando ele viu isto, levantou-se e, para escapar com vida, se foi. E chegando a Berseba, que pertence a Judá, deixou ali o seu moço. Ele, porém, entrou pelo deserto caminho de um dia, e foi sentar-se debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte, dizendo: Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais”.

Elias fugiu para o deserto. Perseguido por Jezabel. Que interessante, o Elias do Novo Testamento também fugiu para o deserto. Também uma mulher o perseguiu. E até lhe tirou a cabeça. Elias é perseguido. Jezabel queria matá-lo. A Jezabel anti-típica, a Jezabel moderna, a grande prostituta, a Babilônia, também buscará destruir o Elias anti-típico. O Elias espiritual, o povo remanescente de Deus. E diz a Bíblia que dará uma ordem para mandar matar onde quer que o encontre. Mas quem vai dar a ordem não vai a ser Jezabel. Jezabel vai influir sobre Acabe (não foi assim também com o Batista?). 

Elias foi buscado por toda nação e reino, enquanto Jezabel buscava matá-lo. Porém quem era que o andava buscando? Acabe! Porque Jezabel, sua mulher, o instigava. Não se surpreendam, porque no Elias moderno, Acabe representa o poder político, que instigado por Jezabel moderna (entenda-se IASD?), vai buscar o povo de Deus.

Oitava semelhança.

Enquanto Elias se escondeu da perseguição de Jezabel, a Bíblia declara que Deus o protegeu de forma sobrenatural. O levou a um lugar, quando havia seca terrível sobre a terra, e enquanto ele esteve nesse lugar, havia uma vertente e um ribeiro e nunca lhe faltou a água... A nós não faltará!

Nona semelhança.

A história de Jezabel tem um final muito trágico...  Destroçada e devorada pelos cães... Também a ultima Jezabel, a Bíblia diz-nos qual será o seu fim: Apoc. 17:16. diz: ...caiu, caiu a grande babilônia!

Décima semelhança.

O fim trágico dos profetas de Baal. Você sabe como terminaram os profetas de Baal? Foram degolados.

I Reis 18:40  E Elias lhes disse: Lançai mão dos profetas de Baal, que nenhum deles escape. E lançaram mão deles; e Elias os fez descer ao ribeiro de Quisom, e ali os degolou”.

O termo degolou só se encontra na Bíblia em espanhol, na Bíblia em português está, e ali os matou.

Você sabe o que quer dizer Monte Carmelo? O degoladeiro. Quando a gente estuda a Bíblia profundamente nós encontramos tesouros escondidos. É que existem tantas coisas maravilhosas na Bíblia, é uma mina de ouro. Quando se estuda o Elias final, você vai ver também que terrível degoladeiro profetiza a palavra de Deus contra os falsos profetas e os falsos pastores. Os que enganam o povo de Deus... Será que a Bíblia declara que os pastores falsos que enganam o povo com o falso dia de descanso, e dão de beber do vinho da babilônia, vão morrer degolado? Veja...

Jeremias 25: 30-38.  Tu pois lhes profetizarás todas estas palavras, e lhes dirás: O Senhor desde o alto bramirá, e fará ouvir a sua voz desde a sua santa morada; bramirá fortemente contra a sua habitação...  E os mortos do Senhor naquele dia se encontrarão desde uma extremidade da terra até a outra; não serão pranteados, nem recolhidos, nem sepultados; mas serão como esterco sobre a superfície da terra. Uivai, pastores, e clamai; e revolvei-vos na cinza, vós que sois os principais do rebanho; pois já se cumpriram os vossos dias para serdes degolados, e eu vos despedaçarei... Leiam em casa o capítulo 25, dos versos 15 em diante para entenderem o contexto!

Mas lendo Jeremias 12:3 temos  Mas tu, ó Senhor, me conheces, tu me vês, e provas o meu coração para contigo; tira-os como a ovelhas para o degoladeiro (matadouro), e separa-os para o dia da matança (degola).

Lembram-se que todo animal para ser morto tinha que ser degolado para que assim o seu sangue (a vida) fluísse?

Esta foi a semelhança número 10. O final trágico dos profetas de Baal.

Vamos à semelhança número onze.

As duas últimas semelhanças tem agora a ver com o profeta Elias mesmo: Número onze: O profeta Elias era conhecido pela maneira como se vestia. O reconheciam porque andava com uma vestimenta especial. João Batista também tinha uma vestimenta especial. O Elias do passado tinha uma comida especial. O Elias do Novo Testamento tinha uma comida especial. E o Elias dos últimos dias também tem uma comida especial. Essa é a característica de número onze. Aqui entra a reforma pró-saúde e a maneira como se vestem os remanescente. Você se destaca entre os demais cristãos? Deveria!!!

Semelhança final, a número doze.

Esta é a melhor de todas.

Elias foi trasladado em um carro de fogo, com cavalos de fogo, ao céu sem passar pela morte. O Elias moderno, o ultimo Elias, também vai ser levado ao céu sem passar pela morte... Seremos arrebatados vivos, após presenciarmos a Volta do nosso Salvador! Faremos parte dos 144.000 que O acompanhará por todo o universo.

João Batista é o Elias que havia de vir, veio no espírito e no poder de Elias. E o ultimo Elias (nós), também tem de vir no espírito e no poder de Elias.

Que privilégio poder pertencer ao ultimo dos Elias. Você e eu estamos destinados para algo grande.  Para isto devemos nos consagrar cada vez mais... Amém? Amém!!!

 

COLABORE COM ESTE SITE ENVIANDO-NOS O SEU ESTUDO!

  R u a   J o ã o   D o r e t t o ,   5 0   –   P q    E s m e r a l d a 

SOROCABA - SP

VOLTAR